Cartaz dos requisitos acústicos do Brasil

Aproveitando a publicação da NBR 15.575 Edificações habitacionais – Desempenho, realizamos este cartaz com uma recopilação dos requisitos acústicos das seguintes normas do Brasil para que possam baixa-lo é imprimi-lo e facilitar assim a consulta dos mesmos:

  • NBR 15.575:2013 Edificações habitacionais – Desempenho (Partes 1,3,4,5,6)
  • NBR 10151:2000 Acústica – Avaliação do ruído em áreas habitadas, visando o conforto da comunidade – Procedimento
  • NBR 10152:1987 Acústica – Níveis de ruído para conforto acústico

Sabemos que faltam as trabalhistas!! Vamos providenciar!

Requisitos Brasileiros de acústica

Requisitos Brasileiros de acústica

Projeto Europeu COST de Harmonização de Parâmetros Acústicos em Edificação

Na Europa, os requisitos legais sobre desempenho acústico das edificações habitacionais varia muito entre os países tanto no tipo de descritor ou parâmetro utilizado (Dnt,w, Dnt,A, R’w, Dnt,w+Ctr, etc.) como nos valores dos limites legais (desde os 45 dB do Reino Unido ate os 55 dB da Áustria para isolamento a ruído aéreo entre dormitórios). Para complica-lo mais, alguns países (nove) tem sistemas de Classificação Acústica (como existem na NBR 15.575 de Desempenho) porem o numero de níveis de desempenho é diferente entre países assim como os degraus entre as diferentes classes. Essas divergências representam uma barreira para a troca de experiências entre os países e para o comercio, alem de dificultar o desenvolvimento de soluções acústicas.

Particiantes do COST TU0901 em Tecnicacústica 2013 (Valladolid - Espanha)

Particiantes do COST TU0901 em Tecnicacústica 2013 (Valladolid – Espanha) de esquerda a direita na imagem:Michael Vorlander, Patrizio Fausti, Jorge Patrizio, Sonia Antunes, María Machimmbarrena, Juan Frías, Carolina Monteiro e Stefano Pedersoli.

 

O Projeto Europeu COST TU0901 Integrating and Harmonizing Sound Insulation Aspects in Sustainable Urban Housing Constructions foi começou no ano 2009 com o objetivo de harmonizar os descritores e parâmetros das legislações sobre desempenho acústico das edificações dos diferentes países europeus (isolamento a ruído aéreo e isolamento a ruído de impacto entre unidades, isolamento acústico a ruído aéreo de fachadas) assim como desenvolver um sistema comum para toda Europa de Classificação Acústica de Edificações com um numero fixo de classes ou níveis de desempenho.

Essa harmonização de critérios acústicos é importante para conseguir avances globais e sera bem recebida pela indústria da edificação, o governo e os centros de pesquisa. A ação estimulara a inovação dando um suporte à sustentabilidade através de objetivos simplificados de pesquisa e desenvolvimento, reduzirá as barreiras comerciais  entre os países da União Europeia e facilitara as ações de marketing. Para atingir os objetivos, o projeto deve incluir uma coordenação da atividade de pesquisa, transferência de tecnologia, avaliações psicoacústicas e compilação de dados acústicos de soluções acústicas típicas e de alto desempenho.

O projeto esta presidido por Birgit Rasmussen (Instituto Dinamarquês de Pesquisa em Edificação) e Maria Machimbarrena (Universidade de Valladolid) e conta com três grupos de trabalho:

  • WG 1: Descritores de desempenho acústico
  • WG2: Psicoacústica
  • WG3: Soluções construtivas

Os objetivos principais do projeto são o desenvolvimento de um conjunto harmonizado de descritores para isolamento a ruído aéreo e de impactos e a proposta de um sistema de classificação acústica de edificações, porem existem também os seguintes objetivos secundários:

  • Consideração adequada das baixas frequências.
  • Desenvolvimento de uma pesquisa sobre incomodo produzido pelo ruído de vizinhança.
  • Fornecer uma correlação entre descritores objetivos de isolamento acústico e sensação de incomodo.
  • Criação de um catalogo de dados de isolamento acústico de soluções construtivas existentes nos diferentes países participantes.
  • Produzir uma guia on-line sobre boas praticas construtivas.

O COST TU0901 conta com a participação dos seguintes países: Áustria, Bélgica, Republica Checa, Dinamarca, Estônia, Finlândia, Francia, Alemanha, Hungria, Islândia, Irlanda, Itália, Letônia, Lituânia, Holanda, Noruega, Polônia, Portugal, Eslovênia, Eslováquia, Espanha, Suécia, Suíça e Reino Unido.

 

Fonte: http://www.costtu0901.eu/

Requistos acústicos da Norma de Desempenho NBR 15.575:2013

Desde o passado dia 19 de julho de 2013 e exigível aplicação nos novos projetos de edificação residencial das Normas NBR 15.575:2013 Edificações habitacionais – Desempenho em suas 6 partes.

  • NBR 15.575-1:2013 Edificações habitacionais – Desempenho – Parte 1: Requisitos gerais.
  • NBR 15.575-2:2013 Edificações habitacionais – Desempenho – Parte 2: Requisitos para os sistemas estruturais.
  • NBR 15.575-3:2013 Edificações habitacionais – Desempenho – Parte 3: Requisitos para os sistemas de pisos.
  • NBR 15.575-4:2013 Edificações habitacionais – Desempenho – Parte 4: Requisitos para os sistemas de vedações verticais internas e externas SVVIE.
  • NBR 15.575-5:2013 Edificações habitacionais – Desempenho – Parte 5: Requisitos para os sistemas de coberturas.
  • NBR 15.575-6:2013 Edificações habitacionais – Desempenho – Parte 6: Requisitos para os sistemas hidrossanitarios.

As normas foram desenvolvidas pelo ABNT/CB-02 Construção Civil e fixam os requisitos mínimos de desempenho nos seguintes itens:

Segurança:

  • Estrutural
  • Segurança contra o fogo
  • Segurança de uso e operação

Habitabilidade:

  • Estanqueidade
  • Desempenho térmico
  • Desempenho acústico
  • Desempenho lumínico
  • Saúde, higiene e qualidade do ar
  • Funcionalidade e acessibilidade
  • Conforto tátil e antropodinâmico

Sustentabilidade:

  • Durabilidade
  • Manutenbilidade
  • Impacto ambiental

Para alguns dos itens como o desempenho acústico a norma inclui em anexos normativos (não obrigatórios) níveis de desempenho mais elevados (Intermediário e Superior) que superam os requisitos mínimos fornecendo um maior conforto.

Dentro do desempenho acústico a norma estabelece os seguintes requisitos:

  • Isolamento a ruído aéreo (normativo): Paredes, fachadas e sistemas de pisos.
  • Isolamento a ruído de impacto (normativo): Sistemas de pisos
  • Nível de ruído (informativo): Instalações e equipamentos prediais, sistemas hidrossanitarios

A tabela a seguir resume os requisitos de desempenho acústico da norma NBR 15.575 para os diferentes sistemas construtivos:

 

SISTEMA
ELEMENTO
PAR
NIVEL DE DESEMPENHO
MIN
INT
SUP
ISOLAMENTO ACÚSTICO A RUIDO AEREO
Vedações verticais internas (paredes)

 

NBR 15575-4

NBR 15575-5

Parede entre unidades habitacionais autônomas (parede de geminação) nas situações onde não haja ambiente dormitório
DnT,w
(dB)
≥ 45
≥ 45
≥ 50
Parede entre unidades habitacionais autônomas (parede de geminação) onde pelo menos um dos ambientes ser dormitório.
≥ 45
≥ 50
≥ 55
Parede entre de dormitórios e áreas comuns de transito eventual, tais como corredores e escadaria dos pavimentos.
≥ 40
≥ 45
≥ 50
Parede cega de salas e cozinhas entre uma unidade habitacional e áreas comuns de transito eventual, tais como corredores e escadaria dos pavimentos.
≥ 30
≥ 35
≥ 40
Parede cega entre uma unidade habitacional e áreas comuns de permanência de pessoas, atividades de lazer e esportivas, como home theater, salas de ginástica, salão de festas, salão de jogos, banheiros e vestiários coletivos, cozinhas e lavanderias coletivas.
≥ 45
≥ 50
≥ 55
Conjunto de paredes e portas de unidades distintas separadas pelo hall (DnT,w obtida entre as unidades)
≥ 40
≥ 45
≥ 50
Fachadas
NBR 15575-4
NBR 15575-5
Fachada de dormitório sujeito a ruído ambiental exterior classe I (Distante de fontes de ruído intenso de quaisquer naturezas).
D2m,nT,w (dB)
≥ 20
≥ 25
≥ 30
Fachada de dormitório sujeito a ruído ambiental exterior classe II (situações de ruído não enquadráveis nas classes I e III.
≥ 25
≥ 30
≥ 35
Fachada de dormitório sujeito a ruído ambiental exterior classe III1 (ruído intenso de meios de transporte e de outras naturezas)
≥ 30
≥ 35
≥ 40
Sistemas de pisos
 
NBR 15575-3
Sistemas de piso separando unidades habitacionais autônomas de áreas em que um dos recintos seja dormitório
DnT,w (dB)
≥ 45
≥ 50
≥ 55
Sistemas de piso separando unidades habitacionais autônomas de áreas comuns de transito eventual, tais como corredores e escadaria nos pavimentos, bem como em pavimentos distintos.
≥ 40
≥ 45
≥ 50
Sistema de piso separando unidades habitacionais autônomas de áreas comuns de uso coletivo (atividades de lazer e esportivas, home theater, salas de ginástica, salão de festas, salão de jogos, banheiros e vestiários coletivos, cozinhas e lavanderias coletivas)
≥ 45
≥ 50
≥ 55
ISOLAMENTO ACÚSTICO A RUIDO DE IMPACTOS
Sistemas de pisos

NBR 15575-3

Sistema de piso separando unidades habitacionais autônomas posicionadas em pavimentos distintos
L’nT,w (dB)
≤ 80
≤ 65
≤ 55
Sistemas de piso de áreas de uso coletivo (atividades de lazer e esportivas tais como home theater, salas de ginástica, salão de festas, salão de jogos, banheiros e vestiários coletivos, cozinhas e lavanderias coletivas) sobre unidades habitacionais autônomas
≤ 55
≤ 50
≤ 45
NIVEL DE RUIDO
Instalações e equipamentos
NBR 15575-1

NBR 15575-6

Nível de pressão sonora continuo equivalente medido em dormitórios
LAeq,nT (dBA)
≤ 37
≤ 34
≤ 30
Nível de pressão sonora máximo medido em dormitórios
LASmaxNT (dBA)
≤ 42
≤ 39
≤ 36
1. Valores em negrito são normativos e o resto informativo
2. Em regiões de aeroportos, estádios, locais de eventos esportivos, rodovias e ferrovias há necessidade de estudos específicos para determinar o ruído ambiental exterior.

 

Para compra das normas visite: www.abntcatalogo.com.br